Senado paquistanês condena EUA por lançar mísseis em zona tribal

Islamabad, 27 out (EFE).- O Senado paquistanês aprovou hoje por unanimidade uma resolução que condena os ataques com mísseis realizados, supostamente, por aviões americanos em suas zonas tribais fronteiriças com o Afeganistão.

EFE |

A resolução assegura que os ataques são uma violação da soberania do país e acrescenta que não podem ser tolerados, segundo informa a imprensa local.

Também pede ao Governo paquistanês que proteste perante as autoridades americanas pelos reiterados ataques que acontecem na fronteira entre Afeganistão e Paquistão.

Nos últimos dois meses e meio, aconteceram 12 ataques do tipo denunciado pelo Senado, todos eles atribuídos a aviões americanos não tripulados.

Os EUA consideram as áreas tribais paquistaneses como um dos refúgios dos talibãs e da organização terrorista Al Qaeda.

Embora a postura oficial paquistanesa seja de condenação aos ataques, uma fonte militar assegurou recentemente à Agência Efe que os serviços de inteligência de ambos os países compartilham informação sobre os ataques, que em nenhum caso podem incluir a incursão de tropas, segundo esclareceu. EFE igb/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG