Senado espanhol votará ratificação do Tratado de Lisboa

A Espanha aprovará definitivamente nesta terça-feira a ratificação do Tratado de Lisboa, com o voto dos senadores, menos de três semanas depois de sua aprovação na Câmara dos deputados, informaram fontes da Câmara Alta espanhola.

AFP |

Os senadores iniciaram uma sessão extraordinária às 8H00 e tinham outra prevista para às 11H00 para debater e votar a ratificação do Tratado de Lisboa", disse à AFP um porta-voz da Câmara Alta.

A ratificação será totalmente definitiva após a assinatura formal pelo rei Juan Carlos, provavelmente nesta semana. Com isso, a Espanha se tornará o 23º país que ratifica o tratado europeu, segundo uma recontagem da Comissão Européia.

A votação do senado estava inicialmente prevista para depois do recesso parlamentar de verão, no fim de setembro ou em outubro, mas esta sessão extraordinária foi organizada a pedido do principal partido da oposição, o Partido Popular (PP, direita) e pelos nacionalistas catalães do CiU e os bascos do PNV.

O Tratado de Lisboa conta com o apoio do Partido Socialista Operário Espanhol no poder e do PP, pelo que a ratificação no Senado é garantida dado o peso dos dois grandes partidos na casa.

O CiU e o PNV também são favoráveis à ratificação.

O Congresso aprovou em 26 de junho por ampla maioria de 322 votos (de 350 cadeiras) a ratificação do tratado europeu, duas semanas depois deste ter sido reprovado pela Irlanda, único país europeu a submetê-lo a referendo.

Os irlandeses o rejeitaram por 53,4% dos votos, criando uma nova crise institucionais na UE.

vg/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG