Senado dos EUA confirma 6 secretários do gabinete de Obama

Washington, 20 jan (EFE).- O Senado dos Estados Unidos confirmou hoje por unanimidade seis secretários do gabinete do presidente Barack Obama.

EFE |

No entanto, decidiu adiar em um dia a votação sobre a nomeação de Hillary Clinton como secretária de Estado, por causa da oposição de um dos senadores.

Os secretários confirmados hoje são o prêmio Nobel Steven Chu, como responsável de Energia, e Arne Duncan, ex-diretor das escolas públicas de Chicago, em Educação.

Foram confirmados também a governadora do Arizona, Janet Napolitano, como secretária de Segurança Nacional; o senador Ken Salazar, como secretário do Interior; Eric Shinseki, à frente de Assuntos para os Veteranos, e o ex-governador de Iowa Tom Vilsack, como secretário de Agricultura.

Igualmente, Peter Orszag foi nomeado chefe do Escritório de Administração e Orçamento da Casa Branca.

A votação para confirmar Hillary foi marcada para amanhã, depois que o senador republicano John Cornyn, do Texas, rompeu a unanimidade e discordou da nomeação, ao dizer que se preocupa com as doações procedentes do exterior à fundação liderada pelo marido da senadora, o ex-presidente Bill Clinton.

Obama assinou hoje, pouco após tomar posse, as nomeações de seu gabinete, no primeiro ato formal de sua Presidência, no qual também designou os responsáveis interinos das agências federais.

O novo presidente prometeu que agirá "rápido" nos dias iniciais de seu mandato e amanhã mesmo se reunirá com sua equipe econômica para debater as medidas contra a crise, com os comandantes militares.

Segundo seu assessor político, David Axelrod, uma de suas primeiras ordens como chefe de Estado será que os responsáveis do Pentágono e das Forças Armadas comecem imediatamente a planejar a retirada das tropas do Iraque para dentro de 16 meses. EFE mv/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG