Senado do Haiti ratifica nome de novo premiê

Por Joseph Guyler Delva PORTO PRÍNCIPE, Haiti (Reuters) - Na quarta-feira, mais de um mês depois de distúrbios provocados pela alta do preço dos alimentos terem derrubado o governo do Haiti, o país deu mais um passo rumo à instalação de um novo governo quando o Senado ratificou o nome de Ericq Pierre para o cargo de primeiro-ministro.

Reuters |

Os senadores aprovaram o nome de Pierre, um conselheiro junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), por 17 votos a 0, com duas abstenções. A nomeação dele, porém, só termina quando for aprovada pela Câmara dos Deputados.

Pierre deve substituir Jacques Edouard Alexis, demitido pelo Senado no dia 12 de abril após uma semana de distúrbios de rua nos quais morreram ao menos seis pessoas.

À época, os senadores acusaram Alexis de não adotar as medidas necessárias para aumentar a produção de alimentos e baixar o custo de vida no país mais pobre das Américas.

A ratificação de Pierre pelo Senado ocorreu apenas dois dias depois de líderes de favela de Les Cayes, a cidade do sul do Haiti onde os distúrbios de rua começaram, terem ameaçado realizar novas manifestações violentas se o Parlamento não instalasse um novo governo dentro de uma semana.

Não há notícia sobre quando os deputados votariam a respeito de Pierre, 63, agrônomo e economista da área agrícola escolhido pelo presidente haitiano, René Préval, para substituir Alexis.

Préval, que subiu ao poder em 2006, já tinha ocupado a Presidência entre 1996 e 2001, sendo o único presidente eleito do Haiti a completar seu mandato e a repassar o poder para um sucessor também eleito democraticamente.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG