Senado destitui dois diretores após irregularidades

Brasília, 23 jun (EFE).- O diretor-geral do Senado, Alexandre Gazineo, e o de Recursos Humanos, Ralph Campos, foram afastados hoje de suas funções devido a diversas irregularidades, como contratação de parentes e aumentos não autorizados de salários, segundo informa a Mesa Diretora do Senado.

EFE |

Gazineo e Campos foram responsabilizados por autorizar uma série de pagamentos irregulares, os quais o Senado se comprometeu a investigar para determinar se o caso extrapola o âmbito administrativo e pode ter consequências penais.

Atualmente, também passam por investigação no Senado 600 decisões administrativas consideradas secretas, mas que na realidade esconderam irregularidades de todo o tipo, sobretudo a contratação de familiares de funcionários e parlamentares, proibida por normas contra o nepotismo.

Também houve denúncias de irregularidades no auxílio-moradia recebido pelos parlamentares em Brasília, que inclusive chegaram ao presidente da casa, José Sarney (PMDB-AP), que se viu obrigado a devolver dinheiro.

As contínuas denúncias no Senado entraram no caminho das tarefas legislativas durante as últimas semanas e foram comentadas hoje pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que minimizou a importância do assunto e pediu à população e à imprensa que "não transformem isso em uma causa nacional". EFE ed/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG