O Senado americano aprovou na noite de quinta-feira o nome de Susan Rice como embaixadora do país na ONU, como desejava o presidente Barack Obama. Ela será a primeira mulher negra a ocupar o posto.


Rice, que não tem parentesco com a ex-secretária de Estado Condoleezza Rice, substituirá Zalmay Khalilzad, um muçulmano sunita de 55 anos, de origem afegã.


Rice (C) foi conselheira de Obama durante a campanha eleitoral / AP

A embaixadora foi uma das principais conselheiras de Obama sobre temas internacionais durante a campanha eleitoral e afirmou que lutará para que o Congresso aprove os pagamentos das dívidas dos Estados Unidos com a ONU.

Além disso, o Senado também confirmou Lisa Jackson como diretora da Agência de Proteção Ambiental (EPA), Ray LaHood como secretário de Transporte e Shaun Donovan como secretário de Habitação e Desenvolvimento Urbano.

Diplomacia

Na quinta-feira, Obama e a secretária de Estado Hillary Rodham Clinton apresentaram juntos os emissários, George J. Mitchell, que será o enviado especial para questão árabes-israelenses, e Richard C. Holbrooke, que será representante especial e responsável pelo Afeganistão e Paquistão.

Mitchell prometeu empreender "todos os esforços necessários para alcançar a paz e a estabilidade na região. Ele admitiu que o problema no Oriente Médio é "volátil, complexo e difícil" e citou sua experiência como mediador na Irlanda do Norte, onde, segundo disse, "antigos inimigos conseguiram chegar a um acordo quase 800 anos depois".

"Para conseguir a paz no Oriente Médio, será necessário aplicar capital político, recursos econômicos e a atenção muito cuidadosa das mais altas esferas dos Governos", afirmou o ex-senador.

Leia também:


Leia mais sobre Barack Obama




    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.