O Senado dos Estados Unidos aprovou na noite desta quinta-feira um projeto de orçamento adicional para 2009 que prevê 91,3 bilhões de dólares para financiar as guerras no Iraque e no Afeganistão, mas negou a verba solicitada pelo presidente Barack Obama para fechar a prisão de Guantánamo.

Os senadores adotaram o orçamento por 86 votos contra 3, após vários dias de debates, que envolveram especialmente o destino dos 240 detidos em Guantánamo, na ilha de Cuba.

Na véspera, os senadores haviam adotado uma emenda rejeitando a verba para fechar Guantánamo.

Nesta quinta-feira, o presidente Obama reafirmou sua determinação de fechar o campo de detenção de Guantánamo, como prometeu durante a campanha eleitoral, mas defendeu a ideia de transferir os presos para centros de detenção nos Estados Unidos.

emp/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.