O Senado americano aprovou, nesta terça-feira, a medida que permitirá a transferência de detentos da prisão de Guantánamo Bay, em Cuba, para serem julgados nos Estados Unidos. A medida já havia sido aprovada na semana passada pela Câmara dos Representantes, passou com 79 votos a favor e 19 contra no Senado e deve ser sancionada pelo presidente, Barack Obama.

Apesar de permitir a transferência dos detentos para solo americano a fim de serem julgados, a nova medida não permite a permanência dos presos nos EUA caso sejam libertados.

Segundo analistas, a aprovação é considerada uma vitória para o presidente, que prometeu fechar o centro de detenção até 22 janeiro de 2010.

A legislação retira um dos muitos obstáculos legais, diplomáticos e políticos que o governo enfrentará para o fechamento da prisão de Guantánamo Bay.

Pela medida, o Congresso deve receber uma avaliação detalhada sobre os riscos à segurança envolvidos antes da transferência do detento para o país. O governo deverá ainda fornecer com antecedência as datas das transferências.

Alguns legisladores do Partido Republicano se opuseram aos planos de prender os detentos de Guantánamo em centros americanos, alegando que eles não merecem as proteções oferecidas pela lei americana.

Leia mais sobre Guantanamo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.