WASHINGTON - O Senado americano vetou nesta quarta-feira liberação dos US$ 80 milhões que o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, havia pedido para fechar a prisão de Guantánamo.

Como os líderes democratas da casa decidiram não apoiar o chefe de Estado, os senadores aprovaram uma emenda proibindo o governo de usar a quantia para prender ou soltar em solo americano qualquer um dos 240 detidos da base naval.

Leia mais sobre Guantánamo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.