Senado americano confirma nome de Hillary Clinton como secretária de Estado

WASHINGTON - O Senado americano confirmou o nome de Hillary Clinton como secretária de Estado nesta quarta-feira, por 94 votos a favor e dois contra. Os republicanos Jim DeMint e David Vitter foram contrário à nomeação da senadora.

Redação com agências internacionais |


A votação tinha sido adiada depois de um senador republicano ter solicitado um debate sobre as doações feitas por estrangeiros à fundação de seu marido, o ex-presidente Bill Clinton. Entre os que votaram a favor da nomeação da senadora estava John McCain, adversário de Obama na corrida presidencial.

Nesta quarta-feira, parlamentares republicanos pediram que o Comitê Judiciário do Senado adiasse por uma semana a votação pela nomeação de Eric Holder para o Departamento de Justiça. A aprovação do nome de Holder, no entanto, é dada com certa.

O Senado já havia confirmado outros seis nomes do governo de Barack Obama, incluindo a secretária de Segurança Interna, Janet Napolitano, e o secretário de Energia, Steven Chu.

Medidas

Nesta quarta-feira, Obama anunciou suas primeiras medidas como presidente dos Estados Unidos. A pedido dele, um dos juízes responsáveis pelos julgamentos militares na base americana de Guantánamo, em Cuba, anunciou a suspensão temporária das audiências do processo de Omar Khadr, um canadense acusado de matar um soldado dos Estados Unidos no Afeganistão em 2002.

Em outra medida tomada nas suas primeiras horas como presidente, Obama decidiu paralisar a implementação de medidas tomadas pelo ex-presidente George W. Bush nos seus dias finais no poder. Trata-se de um procedimento comum quando um novo presidente assume o poder nos Estados Unidos.

O chefe de gabinete de Obama, Rahm Emanuel, determinou que todas as agências e departamentos do governo não implementem novas normas regulatórias até que elas passem por uma revisão.

    Leia tudo sobre: obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG