Seminaristas da Sicília terão curso sobre a máfia

Roma, 17 nov (EFE).- Pela primeira vez na Itália, 40 seminaristas da diocese de Palermo, na ilha da Sicília, terão um curso sobre a máfia durante sua preparação como sacerdotes, informou hoje a imprensa local.

EFE |

Segundo o reitor do seminário, Raffaele Mangano, trata-se de uma iniciativa que pretende dar uma formação aos jovens para que "quando tiverem uma paróquia sob sua responsabilidade, não se encontrem perdidos perante o fenômeno mafioso".

"É preciso levar em conta que ser sacerdote em Palermo não é o mesmo que em Milão", disse Mangano.

Os seminaristas participarão de conferências e encontros organizados por sociólogos, especialistas em máfia e párocos que explicarão a estrutura e a maneira de agir da Cosa Nostra, a máfia siciliana, assim como sua evolução e influência na região.

Além disso, os seminaristas também serão instruídos sobre a postura da Igreja diante da máfia e a respeito das várias instituições para lutar contra a Cosa Nostra.

Palermo, capital da Sicília, onde a máfia está fortemente enraizada, se transforma na primeira diocese a incorporar o estudo do crime organizado em seu seminário, uma iniciativa "revolucionária", segundo o jornal italiano "Corriere della Sera".

O mesmo veículo lembra hoje como, há 15 anos, foi assassinado em Palermo o padre Pino Puglisi pela Cosa Nostra em represália por suas ações contra os traficantes de drogas e suas homilias (leituras), nas quais condenava as ações dos mafiosos. EFE ebp/wr/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG