Sêmen espanhol é ruim mas eficaz, mostra estudo

MADRI (Reuters) - O sêmen dos espanhóis é um dos piores da Europa em termos de volume, mobilidade e concentração, mas é um dos mais eficazes para conseguir uma gravidez, revelou um estudo nesta segunda-feira. A pesquisa do Instituto Valenciano de Infertilidade (IVI) analisou 11.975 casais de 13 países europeus que realizaram um tratamento de fecundação in vitro com doação de óvulos.

Reuters |

O sêmen espanhol ficou na nona posição em termos de volume e em décimo nas categorias de mobilidade e concentração, segundo os resultados do estudo. Quanto à concentração de espermatozóides, só os belgas e os turcos, que ocupam também as duas últimas posições em volume e mobilidade, estão piores.

Os homens da Suécia e da Noruega são os que têm os melhores resultados em concentração e mobilidade, e os irlandeses e os alemães têm o melhor volume de espermatozóides por ejaculação.

Mas o estudo do IVI avaliou também a eficácia do sêmen, ou seja, a capacidade de conseguir uma gravidez. Neste quesito, o esperma espanhol ficou na segunda posição, só atrás de Portugal.

Elena Sellés, diretora do laboratório de andrologia do IVI de Alicante e autora do estudo, explicou que para conseguir uma gravidez "não é importante somente a quantidade de espermatozóides com boa mobilidade e forma, mas também sua capacidade fisiológica para fecundar".

Nesse aspecto, tem muito mais a ver a forma de vida de cada país, seus hábitos alimentares, sua maior ou menor exposição a ambientes tóxicos, o consumo de álcool, tabaco ou drogas e, sobretudo, o nível de estresse, que podem influenciar no núcleo do espermatozóide, acrescentou a especialista.

"Segundo esses resultados, mais de 40 por cento dos casais espanhóis que fizeram esse tratamento conseguiram uma gravidez na primeira tentativa, enquanto que apenas 25 por cento dos casais suecos tiveram êxito, apesar da boa qualidade do esperma", disse Sellés em um comunicado.

(Reportagem de Teresa Larraz)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG