O tribunal militar americano encarregado de julgar o motorista de Osama bin Laden adiou seu julgamento, nesta terça-feira, sem ter chegado a um veredicto.

As deliberações devem ser retomadas amanhã, quarta.

Um dos seis jurados militares disse ao juiz que preside o tribunal especial que o júri não havia chegado a uma decisão sobre as acusações de terrorismo contra Salim Hamdan, um cidadão iemenita acusado de conspirar com a rede Al-Qaeda e de transportar armas.

O juiz pediu aos jurados que retomem suas deliberações amanhã e lhes proibiu de falar do processo com qualquer pessoa de fora do júri.

Os jurados começaram a deliberar sobre o caso durante menos de uma hora na segunda-feira, para continuar ao longo desta terça.

Hamdan pode ser condenado à prisão perpétua, se um dos seis jurados declará-lo culpado por conspiração e fornecimento de material de apoio ao terrorismo.

ddl/tt/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.