Sem sintomas de gripe suína, mexicana critica tratamento recebido na China

México, 4 mai (EFE).- Uma jovem mexicana fez críticas ao tratamento dado pelas autoridades chinesas a ela e seus compatriotas, que desembarcaram em Pequim sem apresentar sintomas da gripe suína.

EFE |

A estudante Claudia Medina disse à "Televisa" que as autoridades "pediram aos passageiros do México que ficassem separados" e os enviaram a hospitais para a realização de exames.

A mexicana tinha viajado à capital chinesa no final de abril para fazer um curso acadêmico, mas seu objetivo agora é voltar para seu país em virtude do tratamento recebido.

Segundo a estudante, ela e outros mexicanos foram levados em uma ambulância para um hospital, onde foram examinados em condições insalubres. As análises constataram que não havia nenhum caso de gripe suína no grupo. Entretanto, apesar do diagnóstico, os mexicanos foram levados a um hotel "velho e sujo", onde aguardam para retornar ao seu país.

O Ministério das Relações Exteriores mexicano anunciou o envio de um avião à China para "repatriar todos aqueles que estejam atualmente na China e que desejem retornar".

Segundo o Governo, a medida poderia beneficiar 70 mexicanos que vivem em diversas cidades chinesas. EFE act/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG