privilégio nadar com Phelps - Mundo - iG" /

Sem medalha, Thiago diz ser privilégio nadar com Phelps

O nadador brasileiro Thiago Pereira era apontado como candidato a medalha na prova dos 200m medley na Olimpíada de Pequim, mas acabou em quarto e teve que ver de longe o americano Michael Phelps subir ao pódio pela sexta vez na China para receber uma medalha de ouro. Apesar de deixar os Jogos Olímpicos sem uma medalha na prova em que depositava mais esperança, Thiago diz não lamentar a sorte de ter encontrado pela frente um adversário como Phelps - maior vencedor da história das Olimpíadas, com 12 medalhas de ouro.

BBC Brasil |

"Não acho azar, considero até um privilégio ter nadado ao lado do Phelps e fazer parte da história da natação mundial", afirmou o brasileiro.

Thiago havia se classificado para a decisão dos 200m medley com o terceiro melhor tempo entre os oito finalistas.

Na prova da disputa por medalhas, Thiago ficou na quarta posição durante a maior parte do tempo, mas chegou a aparecer em terceiro quando faltavam apenas 50 metros para o fim.

No trecho final, no entanto, o brasileiro perdeu velocidade e acabou 1s61 atrás do americano Ryan Lochte, que ficou com a medalha de bronze. A prata foi para o húngaro Laszlo Cseh.

"Infelizmente, não deu", lamentou Thiago. "Mas tenho certeza que me esforcei bastante e dei o melhor de mim. Valeu pelo quarto lugar."
O resultado foi o melhor de Thiago Pereira nas Olímpiadas. Em Pequim, o brasileiro havia chegado em oitavo nos 400m medley e em 19º nos 200m peito. Quatro anos antes, em Atenas, foi quinto nos 200m medley.

Recorde
O ponto negativo dos 200m medley para o brasileiro foi não ter conseguido diminuir em Pequim a sua melhor marca na prova, alcançada em julho do ano passado, quando estabeleceu o novo recorde sul-americano de 1m57s79.

Já o americano Michael Phelps não só conquistou o ouro na Olimpíada como quebrou o recorde mundial com o tempo de 1m54s23.

Com a vitória na prova, Phelps se aproxima de mais uma marca histórica: a de maior número de medalhas de ouro em uma mesma Olimpíada.

O recordista é o ex-nadador americano Mark Spitz, que foi campeão olímpico sete vezes em Munique-1972. Mas Phelps ainda vai disputar mais duas provas em Pequim e é o favorito em ambas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG