Sem anunciar governo, Hamas e Fatah celebram 'nova página' nas relações

Líderes palestinos dizem ter reduzido diferenças após reunião no Cairo, mas não comentam governo de união acordado em maio

iG São Paulo |

Líderes das facções palestinas Hamas e Fatah disseram nesta quinta-feira terem reduzido suas diferenças e aberto uma 'nova página' nas relações após uma reunião no Cairo, capital do Egito. Apesar das declarações otimistas, não está claro se o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, e a principal liderança do Hamas, Khaled Meshaal, fizeram progresso real em direção à implementação de um governo de união nacional, previsto em acordo assinado em maio .

Reuters
O líder do Hammas, Khaled Meshaal, e o presidente da ANP, Mahmoud Abbas, após reunião no Cairo

Abbas e Meshaal tiveram uma reunião de duas horas descrita pelo líder palestino como “positiva”. Segundo ele, os dois grupos “não têm diferenças” quanto às principais questões. “O importante é que lidamos um com o outro como parceiros e dividimos as responsabilidades em relação ao nosso povo e à nossa causa”, afirmou.

Mashaal disse que a reunião marca uma “nova página” nas relações entre Hamas e Fatah e acrescentou, sem dar detalhes, que levará algum tempo até que os acordos alcançados nesta quinta-feira sejam implementados.

Nenhum dos dois lados comentou a prometida formação de um governo de transição, integrado por tecnocratas, cuja principal tarefa seria preparar as eleições palestinas de maio de 2012.

Segundo a agência EFE, o porta-voz do Ministério do Interior da ANP, Ihab Al Gusain, afirmou que os dois líderes ratificaram o acordo sobre a formação de um governo de união nacional, mas não quiseram tornar pública a divisão de pastas ou a data na qual será constituído.

Um enviado de Abbas, Azzam al-Ahmed, afirmou à AP que ativistas dos dois movimentos serão libertados da prisão e reafirmou que as eleições serão realizadas em maio de 2012. Uma nova reunião entre os líderes foi marcada para 20 de dezembro.

Os grupos estavam rompidos desde 2007, quando o Hamas passou a governar a Faixa de Gaza. o grupo nacionalista Fatah é responsável pelo Executivo da ANP na Cisjordânia.

Com AP e EFE

    Leia tudo sobre: palestinosfatahhamasoriente médio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG