Pelo menos 600 pessoas morreram na Nigéria nos combates entre as forças de segurança e os islamitas radicais desde domingo passado, segundo mais o recente balanço comunicado à AFP pela polícia e por testemunhas.

Segundo uma fonte policial, 200 membros de uma chamada "seita dos talibãs" morreram nos ataques realizados na madrugada desat quinta pelo exército contra a periferia de seu reduto em Maiduguri (nordeste).

Um jornalista local disse ainda ter visto cerca de 90 corpos de milicianos islamita nas ruas de Maiduguri.

Desde domingo, as forças de segurança combatem violentamente no norte da Nigéria membros de uma seita islâmica que se apresenta como "os talibãs", nome dos radicais muçulmanos afegãos que foram derrubados em 2001 pelos Estados Unidos e seus aliados.

abu-ap/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.