Seis policiais e 1 civil morrem em ataque por engano dos EUA no Afeganistão

Cabul, 10 dez (EFE).- Pelo menos seis policiais afegãos e um civil morreram, e 13 agentes ficaram feridos em um ataque por engano das tropas americanas no sudeste do Afeganistão, informou hoje o comando dos Estados Unidos no país asiático.

EFE |

"Os relatórios iniciais indicam que foi um trágico caso de identificação errônea por ambas as partes", reconheceu, no comunicado, o porta-voz americano no Afeganistão Jerry O'Hara.

O incidente aconteceu hoje no distrito de Qalat, situado na província de Zabul, onde as tropas americanas realizavam uma operação contra um dirigente talibã.

Segundo a nota, as tropas mataram um insurgente entrincheirado em um edifício e detiveram outro, e depois foram objeto de um "ataque com armas curtas e lança-granadas de um edifício próximo", que, segundo uma fonte da Polícia afegã, era na verdade um posto policial.

"Preocupados com a segurança das mulheres e crianças no edifício onde estavam, as tropas responderam ao ataque com armamento e apoio aéreo. Depois, constatou-se que quem atirava era a Polícia afegã", afirmou o comunicado.

O incidente foi confirmado pelo chefe adjunto da Polícia de Zabul, Jailani Farahi, que disse à Agência Efe que os agentes se encontravam em um posto policial e que foram alvo de um ataque "talibã", por isso pediram ajuda à aviação "da Otan".

Segundo Farahi, o avião bombardeou por engano o posto da Polícia e matou seis agentes, enquanto 11 ficaram feridos.

A coalizão liderada pelos Estados Unidos já iniciou uma investigação em coordenação com os Ministérios da Defesa e do Interior afegãos. EFE lo-daa/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG