Seis pessoas morrem por causa de forte tremor de terra na Colômbia

BOGOTÁ - O número de mortos por causa de um terremoto de 5,5 graus na escala aberta de Richter, que foi sentido hoje na Colômbia, subiu para seis e os feridos para mais de dez, informou o ministro do Interior e de Justiça do país, Carlos Holguín.

EFE |

Inicialmente tinha sido informado da morte de três pessoas e de mais oito feridos, depois de vários veículos terem sido atingidos por deslizamentos de terra na estrada entre Bogotá e Villavicencio, centro do país.

Holguín disse que o tremor causou a queda de pedras sobre essa estrada e vários veículos foram atingidos.

Uma família de três pessoas, pai, mãe e um bebê estão entre as seis vítimas fatais nessa estrada.

Outras três pessoas também foram atingidas na mesma estrada e morreram por causa dos deslizamentos derrubadas.

O tremor foi registrado às 14h21 (16h21 de Brasília) e teve seu epicentro em El Calvario, localidade central do departamento (estado) de Meta a 3,9 quilômetros de profundidade, segundo a Rede Sismológica Nacional da Colômbia.

A estrada entre Bogotá e Villavicencio, capital de Meta, ficou bloqueada pelos deslizamentos.

O governador de Cundinamarca, departamento vizinho a Meta, Andrés González, disse a jornalistas que se registravam "dificuldades" em vários municípios dos dois territórios afetados.

Em Bogotá, onde o tremor foi sentido com força, foram informados danos em sete estações de energia e um incêndio, que foi prontamente controlado.

O tremor também causou alguns soterramentos por causa do desprendimento de terra sobre vias que conduzem à localidade de El Calvario, e a queda de alguns postes de condução de eletricidade.

O prefeito desse município, Jairo Moreno, revelou a emissoras de rádio que em sua localidade não foram registradas vítimas, mas que seus habitantes estão "com muito temor", não querem retornar para suas casas e pedem tendas para dormir esta noite.

Entenda mais sobre terremotos:

Leia mais sobre: terremoto

    Leia tudo sobre: terremoto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG