Seis países contribuirão com 3,5 bilhões de dólares para combater desmatamento

Seis países ricos anunciaram nesta quarta-feira em Copanhague um acordo que prevê o desbloqueio de 3,5 bilhões de dólares para ajudar no combate ao desmatamento nos países mais pobres, em um cronograma de dois anos (2010-2012).

AFP |

A decisão tomada por Austrália, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha, Japão e Noruega marcou o maior avanço até agora na conferência do clima da capital dinamarquesa, que termina na próxima sexta-feira.

"Ações para reduzir emissões provenientes das florestas podem ajudar a estabilizar nosso clima, apoiar o modo de vida, conseguir a preservação da biodiversidade e promover o desenvolvimento econômico", indicaram os seis países em um comunicado conjunto.

"Como parte de um amplo e ambicioso acordo, reconhecemos o significativo papel do financiamento público internacional no apoio aos esforços dos países em desenvolvimento para reduzir, parar e no fim reverter o desmatamento", acrescentaram.

O grupo descreveu sua iniciativa como "um investimento inicial" nos países em desenvolvimento que apresentarem planos "ambiciosos" para preservar suas florestas do desmatamento.

"Nos comprometemos coletivamente a aumentar nosso financiamento depois, em função das oportunidades e dos resultados alcançados", destacou o comunicado.

O desmatamento de florestas em todo o mundo é responsável por um quinto das emissões anuais de gases causadores do efeito estufa - embora novos números apontem uma queda deste percentual para 12%.

Os países ricos estão sendo pressionados a colocar sobre a mesa 10 bilhões de dólares entre 2010 e 2012 para financiar programas "fast-start" ("rápidos") de redução da poluição em países pobres e medidas de adaptação às mudanças climáticas.

ri/ap/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG