França suspende treinamento de forças afegãs após ataque

Sarkozy anuncia decisão após soldado afegão matar quatro militares franceses que participavam de missão da Otan

iG São Paulo |

O governo da França suspendeu as operações de treinamento das forças do Afeganistão nesta sexta-feira, após um soldado afegão matar quatro militares franceses no leste do país. A Otan afirmou que o agressor foi detido, mas não detalhou o incidente.


O presidente da França, Nicolas Sarkozy, chamou o ataque de “inaceitável” e afirmou que estuda a possibilidade de antecipar a retirada das tropas francesas do Afeganistão.

“As forças armadas da França estão ao lado de seus aliados, mas não podemos aceitar que um soldado seja morto ou ferido por nossos aliados", declarou Sarkozy. "Todas as operações de formação e de ajuda ao combate estão suspensas. Se não forem estabelecidas claramente as condições de segurança, então estudaremos a questão de uma retirada antecipada do Exército.”

Horas depois do ataque contra os soldados franceses, a queda de um helicóptero matou seis integrantes das forças da Otan, que não divulgou a nacionalidade das vítimas.

O motivo da queda não está claro, mas a coalizão afirmou, em comunicado, que não havia “atividade inimiga” no local e no momento do acidente. O Taleban, por sua vez, afirmou que insurgentes derrubaram a aeronave.

Forças afegãs ou insurgentes vestidos com seus uniformes realizaram mais de 12 ataques contra tropas internacionais nos últimos dois anos, de acordo com a Associated Press. Em um dos piores incidentes, em abril de 2011, um piloto do Afeganistão abriu fogo no aeroporto de Cabul, matando nove americanos.

Com AP e AFP

    Leia tudo sobre: afeganistãootaneuaguerrafrançasarkozy

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG