Seis mortos em combates em Mogadíscio

Ao menos seis pessoas, entre elas um jornalista e três soldados somalis, morreram nesta sexta-feira em novos combates em Mogadíscio provocados por um ataque das forças governamentais contra os insurgentes islamitas, informaram testemunhas.

AFP |

As forças governamentais atacaram nesta sexta-feira pela manhã três bairros (Tarbunka, Bakara e Howlwadag) controlados até então por insurgentes, no sul de Mogadíscio. No final da manhã, os enfrentamentos continuavam.

Ao menos seis pessoas, um jornalista somali da Rádio Shabelle, três soldados e dois civis, morreram nestes combates, segundo testemunhas.

A União Nacional dos Jornalistas somalis condenou a morte do jornalista.

Ao menos oito civis também foram feridos nestes enfrentamentos.

Mais cedo nesta sexta-feira, o porta-voz do exército somali, Farhan Mahdi Mohamed, havia afirmado que suas tropas haviam retomado o controle destes três bairros controlados pelos insurgentes.

Mas um dos porta-vozes dos islamitas radicais, denominados "shebab", desmentiu esta afirmação.

Desde 7 de maio, os insurgentes islamitas lançaram uma ofensiva sem precedente, realizada pela milícia "Hezb al-Islamiya" do chefe islamita radical xeque Hassan Dahir Aweys, e pelos shebab, para expulsar do poder o chefe de Estado Sharif Sheij Ahmed, um islamita moderado eleito presidente em janeiro passado.

Estes últimos combates deixaram mais de cem mortos, a maioria deles civis. Segundo o balanço mais recente do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (ACNUR), cerca de 46.000 habitantes de Mogadíscio também foram deslocados.

nur-oto/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG