Seis morrem em ataque do PKK contra base militar na Turquia

TUNCELI, Turquia (Reuters) - Quatro agentes de segurança turcos e dois separatistas curdos morreram no domingo depois que rebeldes do Partido dos Trabalhadores do Kurdistão (PKK) lançaram um ataque de foguetes contra uma base militar no leste da Turquia, disse à Reuters uma fonte das forças armadas. O ataque ocorreu por volta da 1h00 local (19h de sábado, em Brasília), na província de Bingol, quando cerca de 20 membros do PKK lançaram foguetes contra quartéis militares, afirmou a fonte.

Reuters |

Os separatistas fugiram depois que dois de seus membros morreram na troca de tiros com militares. O Exército iniciou uma operação de busca, com apoio de helicópteros, para encontrar o grupo.

Veículos de notícia locais também informaram que dois militares morreram na manhã de sábado em outro ataque, quando separatistas dispararam contra uma base militar na província de Silopi, sudeste da Turquia.

Analistas afirmam que o PKK, debilitado pelas ofensivas militares turcas contra seus esconderijos no norte do Iraque, tem intensificado seus ataques contra alvos civis e militares.

O PKK iniciou 1984 uma revolta armada contra o governo turco com o objetivo de criar uma nação para sua comunidade étnica de curdos no sudeste do país. Cerca de 40 mil pessoas já morreram no conflito desde então.

A Turquia, assim como os Estados Unidos e a União Européia, considera o PKK uma organização terrorista.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG