Segundo dia de negociações sobre desarmamento entre Rússia e EUA

Estados Unidos e Rússia dão continuidade nesta quarta-feira às delicadas negociações sobre os termos de um novo acordo de desarmamento nuclear para substituir o Tratado de Redução de Armas Estratégicas (Start, na sigla em inglês), assinado no fim da Guerra Fria, que vence em setembro.

AFP |

Os negociadores se reuniram a portas fechadas para tentar chegar a um consenso sobre os termos do documento que sucederá o Start, em negociações de alto nível com importantes implicações para a segurança do planeta.

O ministro russo das Relações Exteriores, Serguei Lavrov, insistiu que a estabilidade global não será alcançada se os planos americanos de instalar um escudo antimísseis no leste europeu não for revisto.

"O princípio geral do tratado deve ser o da igualdade de segurança para ambas as partes, e a preservação da paridade na esfera da estabilidade estratégica", disse Lavrov em Moscou.

"Isto não pode ser garantido sem levar em consideração a situação na esfera da defesa antimísseis e da instalação de sistemas bélicos no espaço", acrescentou.

Até o momento, Washington havia conseguido evitar a inclusão destes temas na agenda das negociações sobre o Start, assinado em 1991.

A Rússia argumenta que o escudo antimísseis no leste da Europa ameaça sua segurança, enquanto os Estados Unidos não só negam isto como afirmam que o objetivo é evitar um potencial ataque de mísseis iranianos.

Além disso, Moscou quer que o novo tratado limite tanto o número de ogivas nucleares quanto os mísseis e bombas capazes de transportá-las, enquanto Washington prefere se concentrar apenas no deslocamento operacional das ogivas já existentes.

bur-adc/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG