Segundo detido é acusado pelo assassinato de policial na Irlanda do Norte

O suspeito, de 37 anos, detido pela morte de um policial católico na Irlanda do Norte, em 9 de março, foi formalmente acusado pela Justiça, nesta terça-feira. O outro suspeito de 17 anos já havia sido indiciado pela morte da vítima, nesta segunda-feira.

Redação com agências internacionais |


Stephen Carroll, um policial católico, foi assassinado com pelo menos um disparo na cabeça em Craigavon, reduto republicano situado perto de Belfast. Este assassinato, o primeiro de um policial da Irlanda do Norte em uma década, foi assumido pelo IRA da Continuidade, um grupo republicano que se opõe ao processo de paz na província britânica.

O segundo suspeito foi acusado também por posse de arma de fogo com intenção de colocar vidas em perigo, e comparecerá no início desta quarta-feira ao tribunal de Justiça.

Nesta terça, um jovem de 17 anos, também acusado do assassinato do agente, compareceu a um tribunal norte-irlandês. O menor, que não pode ser identificado por motivos legais, permanecerá sob custódia policial.

O jovem voltará a comparecer ao tribunal de Lisburn, nos arredores de Belfast, em abril, através de videoconferência.

Os dois acusados foram detidos em 10 de março na localidade de Craigavon, no condado de Armagh, onde o agente Carroll foi assassinado.

Outras quatro pessoas permanecem sob custódia em relação ao assassinato, enquanto mais quatro estão sendo interrogadas pelo atentado cometido dois dias antes, e reivindicado pelo IRA Autêntico, contra uma base militar no condado de Antrim, no qual morreram dois soldados.

(Com informações da AFP e da EFE)

Leia mais sobre Irlanda do Norte

    Leia tudo sobre: irlanda do norte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG