Seguidores de Zelaya homenageiam jovem morto em manifestação em Honduras

Tegucigalpa, 11 jul (EFE).- Centenas de pessoas lideradas por Xiomara Castro, esposa do presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, participaram hoje em uma concentração em homenagem a um jovem morto no domingo passado em um protesto em Tegucigalpa.

EFE |

Os manifestantes, que pouco antes tinham marchado por uma avenida da zona sul da capital hondurenha, se concentraram em frente ao aeroporto Toncontín, onde Isis Obed Murillo, de 19 anos, morreu com um tiro na cabeça, durante uma manifestação a favor de Zelaya.

Além de Murillo, pelo menos dez pessoas mais ficaram feridas em confrontos entre seguidores de Zelaya e militares no aeroporto da capital hondurenha, onde se reuniram milhares de pessoas que esperavam a frustrada chegada do avião no qual viajava de Washington o governante deposto.

"Precisamos do retorno à democracia, precisamos que o presidente (Zelaya) termine estes seis meses de Governo (...)", declarou Castro aos repórteres, ao se aproximar do local onde Murillo morreu, onde acendeu velas em sua honra.

A primeira-dama reapareceu nos últimos dias nas mobilizações convocadas pela Frente Nacional de Resistência, para exigir a restituição de Zelaya.

A manifestação de hoje terminou com uma concentração na qual diferentes grupos teatrais e musicais renderam uma homenagem ao jovem falecido. EFE lb/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG