Tegucigalpa - Uma mobilização de milhares de pessoas favoráveis ao presidente deposto Manuel Zelaya fez hoje o aparato de segurança estabelecido por policiais e militares perante o aeroporto de Tegucigalpa retroceder. http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2009/07/05/rumo+a+honduras+zelaya+ordena+que+militares+abram+aeroporto+7131923.htmlRumo a Honduras, Zelaya ordena que militares abram aeroporto

AP
Manifestantes barram tropa
Manifestantes barram tropa
No entanto, até agora os manifestantes não entraram no aeroporto, que segue sob controle das forças de segurança, e também não ocorreram incidentes graves, segundo pôde constatar a Agência Efe.

A multidão cobre uma grande parte de uma avenida em frente ao aeroporto internacional Toncontín, onde se espera que chegue o presidente deposto.

Após cortar a blitz, os seguidores de Zelaya cantaram o hino nacional com o punho esquerdo levantado e, ao transcorrer da marcha, policiais e militares praticamente passaram a ser espectadores, posicionados em uma calçada da rua e em partes altas da área.

Os dirigentes da marcha, que ocorreu com ordem, insistiram junto a seus seguidores que evitem a violência. Os policias e militares chegaram a ser aplaudidos por terem permitido a passagem.

Entre alguns manifestantes se via funcionários do Governo de Zelaya, como o ministro da Cultura, Artes e Esportes, Rodolfo Pastor.

O aeroporto da capital segue aberto ao tráfego aéreo, embora algumas companhias tenham suspendido seus voos.

Zelaya viaja de volta ao país procedente de Washington, mas o novo Governo de Roberto Micheletti, que o substituiu no domingo passado, anunciou que não permitirá que seu avião aterrisse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.