Seguidores de Chávez se concentram em Caracas após presidente anunciar câncer

Manifestantes se reuniram na principal praça da capital venezuelana. "Vamos esperar por ele o tempo que for necessário", diz deputada

EFE |

Dezenas de seguidores do presidente da Venezuela, Hugo Chávez, se concentraram nesta quinta-feira na principal praça de Caracas imediatamente depois de o líder do país anunciar de Cuba que luta contra um câncer que o obrigou a passar por duas operações nos últimos dias. Entre os manifestantes, destaque para vários dirigentes do seu partido, o Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), que dizem acreditar que o governante irá superar a doença.

AFP
Em pronunciamento, presidente venezuelano afirma que retirou um tumor maligno em Cuba
A deputada e ex-presidente da Assembleia Nacional Cilia Flores disse que as manifestações se repetem nas principais praças de outras cidades e exortou os "chavistas" a ficarem unidos.

"É um milagre que isto tenha acontecido em terra solidária", acrescentou a também vice-presidente do PSUV ao defender o "direito do presidente a manter o repouso e ficar em Cuba".

Após agradecer ao governo e ao povo cubano por "atendê-lo e cuidar dele em sua franca recuperação", Cilia Flores ressaltou: "Vamos esperar por ele o tempo que for necessário. Continuaremos defendendo o nosso comandante".

As manifestações começaram depois que Chávez concluiu uma alocução transmitida para o povo venezuelano desde Havana, imediatamente seguida por um comparecimento em Caracas do vice-presidente do país, Elías Jaua, e de todos os ministros.

"Não há tempo para a tristeza, mas para a coragem e para o trabalho", disse Jaua, que pediu que os adversários políticos do Governo respeitem a saúde de Chávez. "Aos nossos adversários, pedimos respeito pela saúde do presidente. Não pedimos mais", disse Jaua desde o Palácio Presidencial de Miraflores.

    Leia tudo sobre: venezuelachávezcubasaúde

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG