Seguidor de Zelaya atingido na cabeça em protesto morre em Honduras

O educador Roger Vallejo, baleado na quarta-feira durante um protesto de seguidores do presidente deposto de Honduras Manuel Zelaya, reprimido pela polícia, faleceu na madrugada deste sábado em um centro hospitalar, informou à AFP o sindicato dos professores.

AFP |

Roger Abraham Vallejo, de 38 anos, levou um tiro na cabeça, quando centenas de policiais atacaram os manifestantes no Mercado Zonal Belén, no norte da capital.

Segundo testemunhas, os policiais dispararam com balas de verdade, ao contrário de outras vezes, quando foram usadas apenas balas de borracha para dispersar a multidão.

Vallejo foi levado ao hospital do Seguro Social, onde foi operado.

"Me ligaram à 01H00 da manhã para dizer que Roger havia morrido", confirmou Eulogio Chávez, presidente do Colégio de Professores de Ensino Médio de Honduras (Copemh).

nl/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG