Ségolène Royal diz que sua casa foi invadida

Paris, 28 jun (EFE).- A ex-candidata socialista à Presidência francesa Ségolène Royal denunciou uma invasão, descoberta sexta-feira à noite, a seu domicílio nos arredores de Paris, que teria acontecido enquanto o apartamento estava vazio, indicaram fontes judiciais.

EFE |

As fontes informaram que ainda não sabem se alguma coisa foi roubada.

A ex-aspirante ao Palácio do Eliseu estava hoje em Paris, onde fez, diante de centenas de pessoas, um discurso ao congresso do Partido Socialista (PS) que será realizado em novembro em Reims (nordeste da França) e no qual pretende assumir a liderança dentro de seu partido.

Seu advogado, Jean-Pierre Mignard, aproveitou um discurso perante o auditório para assinalar que o apartamento de Royal havia sido "visitado" na sexta-feira pela terceira vez.

Segundo pessoas ligadas a Royal, a líder socialista chegou tarde em casa e encontrou-a "de pernas para o ar". Logo após ver o estado do apartamento, foi apresentar uma queixa e falou com o promotor encarregado do caso, Philippe Courroye.

A Polícia Judiciária do departamento de Hauts-de-Seine, onde fica o apartamento, foi encarregada da investigação. EFE ac/fh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG