BRUXELAS - O quartel-general da Comissão Europeia, braço executivo da União Europeia, foi esvaziado na segunda-feira devido a um incêndio, mas não houve feridos, informaram a comissão e os bombeiros.

Reuters
Fumaça é vista no topo do edifício
Fumaça sai do topo do prédio

Uma oficial do Corpo de Bombeiros de Bruxelas disse que as chamas começaram em uma estrutura, no topo do edifício, onde há cabos, fios elétricos e outros dispositivos técnicos.

"Aquela estrutura ficou completamente queimada - os cabos, os fios, tudo", disse a oficial, acrescentando não saber o que havia causado o incêndio.

Uma autoridade no local dispensou os funcionários por todo o dia e pediu que eles checassem na manhã seguinte se o edifício estaria aberto. A polícia e os bombeiros estavam investigando o incêndio, disse a autoridade.

O porta-voz da Comissão Europeia Johannes Laitenberger disse ter ouvido que ninguém ficou ferido e que o prédio foi esvaziado com tranquilidade. Ele afirmou não saber quantas pessoas estavam no edifício, chamado Berlaymont, quando o incêndio começou.

O presidente da comissão, Jose Manuel Barroso, o comissário para Assuntos Monetários, Joaquim Almunia, e a comissária para Competição, Neelie Kroes, foram escoltados por seguranças e policiais para fora do edifício.

Leia mais sobre incêndio

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.