Secretário-geral da Otan vê destruição do conflito entre Rússia e Geórgia

Tbilisi 16 set (EFE).- O secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Jaap de Hoop Scheffer, viu hoje pessoalmente a destruição causada pelas tropas russas no porto georgiano de Poti (Mar Negro).

EFE |

Scheffer visitou várias instalações militares e casas destruídas pela aviação e pelos soldados russos, que também afundaram vários navios militares parados no porto, o mais importante do país.

As tropas russas abandonaram no sábado passado Poti em cumprimento do anexo ao acordo assinado entre Rússia e a União Européia (UE), após manter sob seu controle a cidade durante quatro semanas.

Scheffer também conversou com os refugiados georgianos que fugiram de Tskhinvali, capital da separatista Ossétia do Sul, por causa da explosão do conflito.

O secretário-geral da Otan, que chegou na última segunda a Tbilisi, afirmou hoje que o processo de ampliação da Aliança Atlântica continuará e que ninguém tem direito de vetá-lo, em referência à Rússia.

"Este processo tem como objetivo estabelecer a estabilidade e a democracia sobre a base do princípio da unidade territorial dos países", declarou Scheffer em um discurso perante os estudantes e professores da Universidade de Tbilisi.

Além disso, acusou Moscou de descumprir o acordo europeu de acerto do conflito, que estipula que as tropas russas e georgianas devem se retirar para suas posições anteriores à explosão do conflito (8 de agosto).

Por outro lado, a Rússia definiu com os separatistas de Abkházia e Ossétia do Sul o posicionamento de 3.800 soldados regulares nas duas regiões em substituição das forças de paz. EFE mv/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG