Secretário-geral da ONU condena violência em Gaza

Nações Unidas - O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou hoje os atos de violência registrados em Gaza, nos quais morreram uma mãe e quatro de seus filhos, ao mesmo tempo em que pediu máximo cuidado e contenção a Israel.

EFE |

Ban condenou "a perda de vidas civis ocorrida hoje em Gaza", de acordo com uma declaração de sua assessoria de imprensa, a qual também pede a Israel "exercer o máximo cuidado e contenção".

Além disso, lembrou ao Exército israelense "suas responsabilidades de proteger os civis durante as operações militares segundo as leis de direitos humanos internacionais".

Hoje, sete palestinos, entre eles quatro crianças e sua mãe, morreram durante a última ofensiva do Exército israelense no norte de Gaza, que deixou mais de dez feridos, e que representa uma ameaça às conversas para alcançar uma trégua.

As mortes, que aconteceram na localidade de Beit Hanoun, aumentam a incerteza sobre os atuais esforços para um acordo de cessar-fogo entre Israel e as milícias armadas palestinas com a mediação do Egito.

O secretário-geral da ONU também condenou "os ataques com foguetes disparados hoje pelo Hamas contra alvos israelenses", e pediu ao movimento radical islâmico e a outros grupos que "coloquem fim a esses atos de terrorismo".

Segundo a declaração, Ban lembrou ao Hamas que "as áreas civis em Gaza não devem ser utilizadas como uma base a partir da qual lançar suas ações".

Ele ressaltou sua preocupação com o aumento das mortes de civis em Gaza, ao mesmo tempo em que fez um apelo "para acalmar de maneira imediata a situação" nessa conflituosa região.

Saiba mais sobre: Faixa de Gaza

    Leia tudo sobre: faixa de gaza

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG