Secretário-geral da OEA critica intransigência nas negociações sobre Honduras

SANTIAGO DO CHILE - O secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, afirmou hoje que as equipes de negociação sobre a situação política de Honduras, reunidas na Costa Rica, mantêm uma postura intransigente.

Ansa |


Para Insulza, isso revela a "falta de vontade de discutir as coisas". Em entrevista concedida em Washington para a rádio chilena Cooperativa, o secretário-geral da OEA relatou que recebeu uma ligação sobre como a posição dos negociadores estava "muito mais rígida".

"Esperava que houvesse uma certa abertura nas conversas entre o governante de facto [Roberto Micheletti] e o presidente [Manuel] Zelaya, ou com o presidente [da Costa Rica, Oscar] Arias", lamentou Insulza.

O representante da OEA afirmou não acreditar que os diálogos na Costa Rica entre as duas delegações consigam chegar a um acordo que resolva a instabilidade política de Honduras, que recrudesceu após o golpe de Estado que destituiu Zelaya no dia 28 de junho.

Insulza também comentou as acusações feitas por Micheletti de que a OEA é "intransigente" em relação ao governo nomeado pelo Congresso de Honduras. "O que ninguém quer aceitar é que houve um golpe militar", respondeu Insulza. "O que é tirar a empurrões um presidente de sua casa na madrugada de um domingo e expulsá-lo do país?", questionou.

O secretário da OEA lembra ainda que, "legalmente, o Congresso pode declarar que o presidente encerrou suas funções, porém não pode fazê-lo depois que já o expulsaram do país".

Ontem, Arias mediou as primeiras reuniões em busca de uma solução para o impasse em Honduras. O presidente da Costa Rica se encontrou por três horas com Micheletti e por cerca de meia hora com Zelaya.

Hoje as conversas devem prosseguir, porém nem o chefe do governo golpista e nem o presidente deposto estarão presentes.

Leia também:


Entenda:


Leia mais sobre Honduras

    Leia tudo sobre: barack obamahonduraslulamanuel zelayaobamaoearoberto micheletti

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG