Secretário-geral da OEA aplaude fechamento da prisão de Guantánamo

O secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, comemorou nesta sexta-feira o fechamento do polêmico centro de detenção de Guantánamo, ordenado na quinta-feira pelo presidente americano, Barack Obama.

AFP |

Em comunicado divulgado em Washington, Insulza lembrou que a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) já havia aprovado uma resolução, em 2006, exortando o fechamento da prisão, que os Estados Unidos criaram sob o governo de George W. Bush para abrigar prisioneiros suspeitos de terrorismo.

O secretárii-geral destaca ainda o fato de que o decreto de Obama, que determina o fechamento de Guantánamo dentro de um ano, foi assinado logo em seus primeiros dias no cargo, como havia prometido na campanha eleitoral.

du/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG