Secretário dos EUA espera que Irã responda a oferta de diálogo

Amã, 27 jul (EFE).- O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Robert Gates, disse hoje, na Jordânia, que espera que o Irã responda positivamente à oferta de diálogo feita pela Casa Branca para fechar a crise gerada pelo programa nuclear iraniano.

EFE |

Depois de se reunir com o rei Abdullah da Jordânia, Gates, que visitou também Israel, advertiu sobre mais sanções contra o Irã se este não responder adequadamente.

"Nossa esperança é que o Irã responda à mão estendida pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama", disse Gates, em entrevista coletiva na Embaixada dos EUA em Amã.

O secretário de Defesa americano chegou hoje a Amã procedente de Israel, onde se reuniu hoje com o ministro da Defesa deste país, Ehud Barak.

Ali, Barak disse que seu país "não descarta nenhuma opção" para impedir que o Irã desenvolva armamento nuclear, e sugeriu "aos outros que adotem o mesmo enfoque", mas deixou as portas abertas, à espera dos frutos da diplomacia e das sanções.

Em Amã, Gates disse que, se as negociações não tiverem êxito, "os EUA estão preparados para impor maiores sanções ao Irã".

"Washington buscará apoio internacional para adotar uma postura mais forte", acrescentou.

O rei Abdullah II e o secretário americano discutiram a situação política da região e a importância dos EUA para a criação de um Estado palestino.

"O rei transmitiu a Gates a importância dos EUA nos esforços para resolver o conflito palestino-israelense, baseado na convivência de dois Estados, com o apoio da ONU e da Iniciativa de Paz Árabe", segundo um comunicado da casa real jordaniana.

Para o monarca árabe, "encontrar uma solução para a criação do Estado palestino é a chave para a paz e a segurança na região". EFE ajm/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG