Secretário dos EUA aborda com presidente indonésio o combate à gripe aviária

Jacarta, 14 abr (EFE).- O secretário de Saúde e Serviços Sociais americano, Michael Leavitt, falou hoje com o presidente da Indonésia, Susilo Bambang Yudhoyono, sobre a cooperação bilateral no combate à gripe aviária, entre outros assuntos.

EFE |

Leavitt disse aos jornalistas em Jacarta, após a reunião, que expressou ao líder indonésio a importância de que países e organizações que combatem a epidemia compartilhem seus dados de maneira transparente e livre.

Acrescentou que, por outro lado, compreendia "a preocupação e a necessidade dos habitantes indonésios de ter acesso a remédios e vacinas".

As autoridades da Indonésia, país que tem o maior número de mortos por causa da gripe aviária (107), deixou em 2007 de compartilhar suas informações sobre o vírus com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Os indonésios adotaram essa medida até que farmacêuticas e nações industrializadas garantirem que a Indonésia terá acesso gratuito ou em condições preferenciais à vacinas que produzirem.

Ao mesmo tempo, assinou um acordo com a farmacêutica americana Baxter.

A atual ministra da Saúde indonésia, Fadilah Supari, publicou depois um livro que gerou forte polêmica, porque garantia que os EUA utilizaram amostras do vírus enviadas pela Indonésia à OMS para criar armas biológicas.

Washington negou categoricamente em várias ocasiões esta acusação.

Atualmente, os EUA financiam um programa bienal (2006-2008) contra a gripe aviária na Indonésia que atua com campanhas de prevenção em Java, Bali, Lampung e no oeste da ilha de Sumatra, os lugares onde a doença tem maior incidência, segundo a embaixada americana em Jacarta. EFE jpm/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG