Secretário de Defesa dos EUA aplaude resgate de capitão na Somália

Washington, 13 abr (EFE).- O secretário de Defesa dos EUA, Robert Gates, parabenizou hoje a operação concluída no domingo com a libertação de Richard Phillips, capitão de um navio mercante sequestrado por piratas em frente à costa da Somália na semana passada.

EFE |

Durante a operação morreram três piratas somalis, que foram alvo de atiradores de elite americanos.

"Fizeram exatamente como manda o manual", disse o chefe do Pentágono durante conversa com estudantes em Quantico, na Virgínia, acrescentando que os chefes militares americanos "foram pacientes, escolheram as pessoas e a equipe adequadas e fizeram o que tinham que fazer".

Além disso, Robert Gates manifestou que os piratas eram jovens e inexperientes, mas "muito bem armados".

Durante a conversa com os estudantes, Gates também rejeitou versões divulgadas na imprensa segundo as quais a Casa Branca teriam hesitado em usar a força para libertar o capitão Phillips.

Segundo ele, houve dois pedidos, cada um dos quais por um grupo militar diferente e a duplicidade não foi problema.

"É lamentável que alguns tenham considerado que o Pentágono teve que pedir autorização duas vezes. Em ambos os casos, porque se tratava de unidades diferentes, os pedidos foram feitos de forma separada. E a aprovação ocorreu imediatamente, em ambos casos", insistiu. EFE ojl/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG