Secretário de Bush diz que Obama precisará concluir tratados

Lima, 23 nov (EFE).- O principal responsável para a América Latina do Governo dos Estados Unidos, Thomas Shannon, sustentou hoje que o presidente eleito, Barack Obama precisará tratar de maneira positiva os tratados de livre-comércio com a Colômbia e com Panamá, se estes não forem aprovados antes de janeiro.

EFE |

Em entrevista ao Canal "N" da televisão peruana, Shannon, secretário adjunto de Estado para o Hemisfério Ocidental, sustentou que seu país "trabalha para aprovar os tratados com Colômbia e Panamá, que representam um aspecto fundamental para os EUA." Para Shannon, "caso não se aprovem com Bush, a próxima administração terá que tratá-los de maneira positiva".

Quanto à implementação do TLC entre Peru e Estados Unidos, Shannon sustentou que os negociadores de ambos os países têm "um firme direção de seus presidentes" para concluir o processo.

O secretário, presente em Lima para participar da Cúpula de Líderes do Fórum de Cooperação do Ásia Pacífico (Apec), destacou que os presidentes reunidos na capital peruana tenham afirmado a importância de consolidar o livre mercado e evitar o protecionismo como meio de resistir à crise.

Nesse sentido, indicou que Obama precisará escutar essa mensagem na hora de traçar suas políticas comerciais.

Assim, Shannon afirmou que seu Governo está trabalhando não só para abrir os mercados estrangeiros, mas os próprios, eliminando subsídios e tarifas como lhe exigem os países emergentes.

Para ele, a inclusão destes países nas reuniões para tratar da crise internacional, como o G20 ou Apec, serviu para demonstrar "como o mundo se globalizou" e as potências mundiais querem assegurar que "aqueles que fizeram um compromisso com o mercado livre" possam participar do diálogo para dar soluções.

Quanto à Cúpula do Apec que se encerra hoje, Shannon destacou que o objetivo é "conectar as Américas com as economias mais dinâmicas da Ásia e ilustrar que seu futuro está na área do Pacífico". EFE amr/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG