Secretário da OEA afirma que EUA mudarão após eleição de Obama

Santiago, 5 nov (EFE).- O secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), o chileno José Miguel Insulza, mostrou-se hoje convencido de que os Estados Unidos mudarão após a eleição do senador democrata Barack Obama como presidente do país.

EFE |

"Não há nenhuma dúvida de que os EUA mudarão após esta terça", disse Insulza à "Rádio Cooperativa", antes de acrescentar que confia na disposição do futuro líder americano para abordar temas concretos na relação entre os EUA e a América Latina.

"Espero que haja uma disposição para resolver problemas concretos, os temas da imigração, energia, comércio, cooperação econômica e técnica, mais do que entrar em discursos muito gerais em relação à América Latina", indicou o dirigente da OEA.

Insulza disse ter conversado com pessoas muito próximas a Obama e que o disseram que "chegou o momento de dar um novo passo em relação à América Latina".

No entanto, esta mudança também não significará "uma transformação tão radical que transformará em aliados os que eram vistos como adversários", acrescentou José Miguel Insulza.

"Certamente haverá um momento inicial de muito boa vontade, e espero que isto permita solucionar muitos dos problemas pendentes", considerou o secretário-geral da OEA.

Insulza lembrou que dentro de algumas semanas o presidente americano em fim de mandato, George W. Bush, visitará a entidade internacional para se despedir, e expressou seu desejo de receber a visita do novo presidente democrata. EFE gs/ev/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG