Secretário da Defesa dos EUA mostra otimismo com Orçamento

WASHINGTON (Reuters) - O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Robert Gates, disse em entrevista transmitida neste domingo que ele está otimista que as suas recomendações para os gastos com defesa sobrevivam na disputa sobre o Orçamento no Congresso. Gates afirmou à CNN que ele estava surpreso diante das críticas limitadas até agora a suas recomendações para os gastos do Pentágono no ano fiscal de 2010 (com início em 1o de outubro), e que tinha ouvido o apoio de vozes importantes.

Reuters |

"Estou relativamente otimista", declarou numa entrevista gravada na semana passada. "Acho que apresentamos, como disse uma revista, um conjunto razoável de propostas." Elas não representam um corte. Onde eliminamos, acrescentamos a outros programas."

Gates está recomendando um orçamento de 534 bilhões de dólares para o ano fiscal de 2010, parte do projeto de um orçamento total para o país de 3,4 trilhões, aprovado pelo Congresso na quarta-feira.

As recomendações para a defesa não incluem os custos da guerras no Iraque e no Afeganistão e a chamada guerra contra o terrorismo.

Um projeto de orçamento para 2010 mais detalhado deve chegar ao Congresso no início desta semana. Os legisladores decidirão o que será e o que não será incluído na versão final.

Com apoio da Casa Branca e da presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, Gates teve uma vitória inicial na semana passada para adicionar fundos para gastos com um tipo específico de armas.

(Reportagem de David Morgan e Andrea Shalal-Esa)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG