Secretário americano culpa eleições por dificuldades de TLC com Colômbia

Miami, 16 jun (EFE) - O Congresso dos Estados Unidos se tornou o principal obstáculo para a ratificação do Tratado de Livre-Comércio (TLC) com a Colômbia, porque é um ano de eleições nos EUA, disse hoje o secretário adjunto do Departamento de Comércio americano, David M. Spooner.

EFE |

"Infelizmente, o Congresso se transformou no principal obstáculo para alcançar o acordo com a Colômbia", disse à Agência Efe Spooner, após participar de uma conferência em Miami sobre os tratados de livre-comércio com a América Latina.

Spooner falou sobre como são negociados os TLC e o que significam para a economia americana no evento organizado pela Associação de Comércio Exterior do estado da Flórida e do qual participaram 80 empresários.

Ele afirmou que, de seu ponto de vista, a única maneira que acha factível para que o projeto do TLC entre as nações seja incluído na agenda do Capitólio é "encontrar um dia fixo para conseguir que (os legisladores) votem".

No entanto, ressaltou que as eleições presidenciais de novembro nos Estados Unidos transformaram 2008 em um ano "muito difícil" para concretizar a assinatura do acordo.

Segundo o funcionário americano, uma das estratégias que lançaram para obter em Washington uma data de debate do TLC é informar melhor os congressistas.

"Levamos congressistas dos Estados Unidos à Colômbia, para que ali conheçam melhor as condições de produção, e vejam a importância que terá este acordo para ambos os países", ressaltou Spooner.

"Acho que esta é uma boa maneira de resistir à falta de informação que existe por parte de alguns congressistas (dos Estados Unidos) que ainda não estão convencidos das vantagens que terá um acordo comercial com a Colômbia", destacou. EFE ef/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG