Secretário americano critica tratamento do Governo de Cuba a Damas de Branco

Washington, 23 abr (EFE).- O secretário de Comércio dos Estados Unidos, Carlos Gutiérrez, disse hoje que o tratamento dispensado pelo Governo de Cuba às Damas de Branco demonstra que nada mudou na ilha depois que Raúl Castro recebeu o poder das mãos do seu irmão Fidel.

EFE |

Ontem, as autoridades cubanas tiraram à força cerca de dez mulheres do grupo Damas de Branco que promoveriam uma manifestação em um parque próximo à Praça da Revolução e as levaram de ônibus até suas casas.

O Governo de Cuba classificou a tentativa de protesto do grupo - integra parentes dos 75 dissidentes condenados em 2003 a penas de até 28 anos de prisão - como uma "provocação contra-revolucionária".

Mas, para Gutiérrez, que é de origem cubana, a atitude das autoridades mostrou que a visão de Raúl Castro a respeito dos direitos humanos e dos prisioneiros políticos não é diferente da do regime de "mão de ferro de Fidel".

"Nada substantivo mudou na ilha", declarou Gutiérrez em comunicado, no qual acrescentou que "continuam sendo ignorados os apelos da comunidade internacional por uma mudança real". EFE tb/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG