Secretária eletrônica registra batalha no Afeganistão

Os pais de um soldado americano que está no Afeganistão receberam uma mensagem na secretária eletrônica de casa com a gravação de uma batalha em que o filho esteve envolvido. Stephen Phillips, de 22 anos, tinha ligado para os pais de seu celular antes da batalha e, sem querer, enquanto lutava contra insurgentes afegãos, a tecla de rediscagem foi apertada.

BBC Brasil |

O número da casa dos pais de Phillips em Otis, no Estado do Oregon, foi discado, e os sons do tiroteio foram gravados. A maior parte dos sons nos três minutos de gravação é de tiros, mas também podem ser ouvidos gritos como "mais munição" e palavrões.

A gravação foi colocada no site YouTube, e acabou ouvida mais de 200 mil vezes.

Constrangimento
Segundo Jack Izzard, repórter da BBC em Washington, os pais do soldado, Sandie e Jeff Petee, ouviram a mensagem gravada depois de voltarem de um shopping da cidade.

"O amigo dele morreu há um ano no Iraque e pensei: 'Meu Deus, esta pode ser a última vez que ouço a voz de meu filho no telefone'", disse Sandie Petee.

"É algo que um pai realmente não quer ouvir", disse Jeff Petee. "É uma mensagem horrível de se receber de seu filho no Afeganistão."
Logo depois de ouvir a gravação, os pais do soldado tentaram ligar para Phillips e, depois de algumas horas, conseguiram falar com ele, descobrindo que ninguém de sua unidade do Exército tinha ficado ferido na batalha.

Os pais afirmaram que quando tocaram a mensagem para Phillips, o soldado ficou constrangido com os palavrões. "Ele disse: 'Não deixem a vovó ouvir isso'", contou Sandie Petee.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG