Lagos, 12 abr (EFE).- A secretária de Segurança Interna dos Estados Unidos, Janet Napolitano, pediu hoje uma resposta mundial conjunta diante da ameaça do terrorismo à aviação internacional, na abertura de uma conferência ministerial africana sobre o assunto, realizada em Abuja, Nigéria.

Para Janet, a informação compartilhada entre todos os países é a "chave" para combater o terrorismo, segundo disse na conferência, que durará três dias e que foi convocada após o atentado fracassado que seria perpetrado por um cidadão nigeriano no dia 25 de dezembro, em um avião com destino à cidade americana de Detroit.

"As áreas de colaboração incluem a coleta de informação, sua análise, o compartilhamento dessa informação, a colaboração na investigação de antecedentes, o estabelecimento de dados internacionais de segurança e o desenvolvimento de tecnologia e de infraestruturas de detecção", acrescentou Janet na reunião, na qual participam 16 ministros de Transportes de países africanos.

Segundo Janet, depois de o mundo ter se transformado em uma aldeia global, qualquer decisão em matéria de segurança em um ponto pode afetar outros muito distantes. Por isso, a secretária americana considera "imperativo" coordenar dados e medidas de segurança internacionais para antecipar a resposta a possíveis ameaças.

O secretário-geral da Organização da Aviação Civil Internacional (Icao, na sigla em inglês), Raymond Benjamin, disse, por sua parte, que "o modo pelo qual os Estados-membros recolhem, administram e compartilham a informação é um componente essencial na luta contra o terrorismo". EFE da/pd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.