Secretária adverte de aumento do extremismo de direita nos EUA

Washington, 19 abr (EFE).- A secretária de Segurança Nacional, Janet Napolitano, defendeu hoje um relatório no qual se adverte do risco do aumento do extremismo de direita nos Estados Unidos como consequência da eleição do presidente Barack Obama e da recessão econômica.

EFE |

No relatório "Extremismo de direita: o atual clima econômico e político incentiva um aumento da radicalização e do recrutamento", afirma-se que grupos extremistas de direita tentam atrair veteranos de guerra insatisfeitos, o que incomodou certos segmentos da sociedade.

Em declarações ao programa "State of the Union", da rede de televisão americana "CNN", Napolitano insistiu em que há informação de inteligência que sugere que os grupos têm procurado os veteranos frustrados para que se somem às suas fileiras.

"O relatório não diz que os veteranos são extremistas, longe disso. O que afirma é que os veteranos que voltam são o alvo de grupos extremistas de direita, que tentam recrutá-los para cometer atos violentos dentro do país. Queremos fazer tudo o que podemos para evitar isso", explicou.

Na entrevista concedida à "CNN", Napolitano não se referiu a nenhum grupo em particular, mas disse que "alguns deles tentam repetir o que ocorreu em Oklahoma City, que é cometer atos violentos em território nacional", informou.

Ela também lamentou que "se politize tudo o que se passa em Washington", em referência às críticas recebidas pelo relatório. EFE cae/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG