Seca faz Califórnia declarar estado de emergência

Por Peter Henderson SÃO FRANCISCO (Reuters) - O governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, declarou nesta sexta-feira estado de emergência devido à seca que atinge a região e afirmou que considera iniciar um racionamento de água devido a perdas econômicas de quase 3 bilhões de dólares pelo baixo nível de chuvas este ano.

Reuters |

Cerca de 95 mil postos de trabalho na agricultura serão perdidos, comunidades serão devastadas e alguns produtores não serão capazes de plantar, afirmaram autoridades locais, que consideram esta seca a mais cara de todas.

Schwarzenegger convocou as cidades a cortar a quantidade de água usada como esgoto ou enfrentar, até o fim do mês, a primeira restrição oficial do Estado.

"A Califórnia enfrenta o terceiro ano consecutivo de seca e nós devemos estar preparados para o pior --um quarto, quinto ou até mesmo sexto ano de seca", declarou Schwarzenegger, acrescentando que as recentes tempestades não foram suficientes para salvar o Estado.

Ele pediu aos consumidores urbanos uma redução de 20 por cento no uso de água, além da implementação de um plano de redução por parte das agências estatais.

Enquanto isso, o estado de emergência irá permitir que autoridades desenvolvam obras de infraestrutura.

Legisladores também trouxeram de volta um plano de 10 bilhões de dólares para construir novas represas, programas de fundo de conservação e a construção de obras para a reciclagem de água e a reposição de aquíferos.

"Eu espero que a atitude em relação às reservas de água na superfície, aos grandes projetos, tenham mudado", afirmou à Reuters o senador republicano Dave Cogdill.

O departamento de água do Estado irá fazer relatórios sobre os progressos alcançados até o fim de março, e se a situação não melhorar suficientemente, o racionamento de água e cortes na distribuição serão instaurados, disse o governador.

A Califórnia produz mais da metade das frutas, vegetais e nozes do país. Os fazendeiros do Estado foram surpreendidos por relatórios de que a principal fonte de irrigação irá secar este ano e que o principal projeto estatal de fornecimento de água não irá suprir mais do que 15 por cento do necessário.

A região do Vale Central é o coração agrícola da Califórnia, maior produtor agrícola dos EUA em valor das safras --mais de 36 bilhões de dólares ao ano.

Preocupações a respeito do fornecimento de água no Estado surgem ao mesmo tempo que representantes do governo estudam a idéia de criar empregos a partir da gasto público.

Autoridades e ambientalistas estão de acordo que a mudança climática está criando situações em que as secas podem se prolongar. "Iremos ter secas. Este é um fato da vida. E pode ser pior no futuro", afirmou o chefe do departamento de água, Lester Snow.

(Reportagem adicional de Jim Christie)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG