SCO apóia esforço de paz russo e princípio de integridade territorial

Dushanbe, 28 ago (EFE).- A Organização de Cooperação de Xangai (SCO, em inglês) mostrou hoje seu apoio aos esforços de paz da Rússia no Cáucaso, mas, ao mesmo tempo, ressaltou seu apego ao princípio da integridade territorial dos Estados.

EFE |

Essas duas idéias estão contidas em um dos pontos da Declaração de Dushanbe, aprovada na cúpula da organização integrada por China, Cazaquistão, Quirguistão, Rússia, Tadjiquistão e Uzbequistão, realizada hoje no Palácio Somon, na capital tajique.

"Os Estados-membros da SCO expressam sua profunda preocupação com as tensões surgidas recentemente no tema da Ossétia do Sul, e pedem que as partes resolvam os problemas existentes através do diálogo pacífico e empenhem esforços para a reconciliação e a retomada das conversas", afirma o documento.

A organização regional expressou sua satisfação com o acordo sobre o plano de regra para o conflito na região separatista georgiana da Ossétia do Sul de seis pontos, aprovado em Moscou em 12 de agosto, e apoiou o "ativo papel da Rússia em propiciar a paz e a cooperação na região".

Ao mesmo tempo, a declaração afirma que "os presidentes ratificaram seu apego aos princípios do respeito às tradições culturais e históricas de cada país, e seus esforços para manter a unidade do Estado e sua integridade territorial".

Antes da adoção da Declaração de Dushanbe, o presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, agradeceu aos países da SCO sua "compreensão e avaliação objetiva dos esforços de paz russos".

"A posição dos Estados-membros da SCO terá uma grande ressonância internacional e será um sinal sério para aqueles que tentam apresentar o branco como preto e justificar a agressão do Governo georgiano (contra a Ossétia do Sul)", disse Medvedev, que assistiu pela primeira vez a uma cúpula da organização. EFE gln/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG