Schwarzenegger sugere exportar excedente de presos da Califórnia ao México

Los Angeles, 26 jan (EFE).- O governador do estado americano da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, sugeriu a exportação de presos ao México como medida para aliviar o sistema carcerário do estado, assim como reduzir os gastos com prisões, informaram hoje veículos de imprensa locais.

EFE |

Segundo Schwarzenegger, a Califórnia poderia economizar pelo menos US$ 1 bilhão com a transferência de 20 mil detentos que entraram ilegalmente nos Estados Unidos para presídios situados ao sul da fronteira.

"Pense nisso. Nosso sistema de prisões estaria muito melhor apenas com isso", comentou Schwarzenegger.

"Pagaríamos para construir a prisão no México. Isso rebaixaria pela metade os custos de fazer e manter a prisão (na Califórnia) e economizaríamos US$ 1 bilhão que poderíamos usar em educação", afirmou.

A atual situação das penitenciárias da Califórnia levou as autoridades a iniciar na segunda-feira passada um plano que prevê a libertação antes de tempo de presos de "baixo risco" após analisar os expedientes de mais de 20 mil detentos, em um processo que poderia levar meses.

As penitenciárias do estado foram criadas originalmente para receber 84 mil pessoas, mas atualmente alojam quase 160 mil. O excedente está acomodado em beliches de três camas em ginásios, corredores e outros locais nos quais alguns presos chegaram a morrer por falta de tratamento médico. EFE fmx/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG