Schwarzenegger declara estado de emergência fiscal na Califórnia

Los Angeles (EUA), 2 dez (EFE).- O governador da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, declarou em emergência fiscal seu estado, que segundo ele pode ficar sem fundos públicos em menos de dois meses.

EFE |

Com essa medida extrema, o governador pretende facilitar o consenso parlamentar necessário para reduzir o crescente déficit do estado, informou hoje a imprensa local.

A Califórnia carrega uma dívida orçamentária superior a US$ 11 bilhões e que segue rumo aos US$ 28 bilhões até meados de 2010.

O problema fiscal californiano foi o principal foco da segunda gestão de Schwarzenegger. O ex-ator de Hollywood e político republicano, que se reelegeu em 2006 governador do estado, chegou ao poder após prometer que não subiria os impostos.

No entanto, a incapacidade legislativa para conseguir um consenso que modere a despesa e corte o aumento do déficit o levou este ano a propor uma alta nas taxas do estado.

"Comparo essa situação com encontrar uma vítima de um acidente sangrando ao lado da estrada. Não passaríamos horas discutindo que ambulância deveríamos usar ou que hospital, ou que tratamento. Não, a primeira coisa que faríamos seria frear a hemorragia e isso é o que temos que fazer aqui", disse Schwarzenegger.

Porém, o governador não conseguiu até o momento que os membros de seu partido no Parlamento de Sacramento apoiassem suas iniciativas de arrecadação, apesar de contar com o apoio dos democratas do estado.

A declaração de emergência fiscal pede aos parlamentares que empreendam ações para resolver essa crise orçamentária em um prazo de 45 dias, embora não especifique medidas.

Schwarzenegger já anunciou que está estudando demitir funcionários públicos perante as más perspectivas econômicas. EFE fmx/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG